4 equipamentos de segurança que não podem faltar na sua empresa

Tempo de leitura: 3 minutos

Nos últimos anos, ocorrências de invasão e furtos têm aumentado consideravelmente nas empresas brasileiras. Com isso, também aumenta a necessidade de se investir em segurança na empresa.

Os equipamentos de segurança eletrônica são ferramentas importantes para reduzir a vulnerabilidade das empresas de sofrer ações criminosas. Mas quais equipamentos de segurança não podem faltar na minha empresa?

1. Câmeras de segurança
Você sente uma ligeira angústia quando sai da sua empresa? Fica constantemente preocupado durante os finais de semana? Infelizmente, para aqueles preocupados com a segurança, é impossível estar em dois lugares ao mesmo tempo.

Se você quiser realmente saber tudo o que acontece enquanto estiver ausente da empresa, a câmera de segurança é a solução capaz de acalmar seus nervos. A vigilância por vídeo permite que se monitore ou registre todas as atividades de uma área. Mais do que isso, um sistema de segurança permite ver quando pessoas estranhas se aproximam da porta da frente e permite até pegar um criminoso no ato.

Existe uma grande variedade de câmeras de segurança disponíveis no mercado. Algumas são grandes e atuam inibindo que criminosos se aproximem da sua empresa, enquanto outras são minúsculas e devem ficar escondidas para prevenir pequenos furtos.

2. Sensor de movimento
Um sensor de movimento (ou detector de movimento) é a base de um sistema de segurança, porque é o dispositivo que detecta quando alguém está na sua empresa quando não deveria estar. Um sensor de movimento usa uma ou várias tecnologias (como infravermelho ou MircoWave) para detectar movimentos em uma área.

Quando um sensor é disparado, um sinal é enviado ao painel de controle do seu sistema de segurança, que se conecta ao centro de monitoramento, alertando a empresa para uma ameaça potencial.

Alguns sensores podem ser programados para gravar eventos através de uma câmera de segurança quando o movimento for detectado. Os sensores de movimento podem ser programados para reagir a várias situações, como um movimento na sua sala de reuniões, janelas ou portas sendo abertas ou fechadas, ou a uma janela quebrada.

3. Porteiro eletrônico com vídeo
As empresas que possuem um portão eletrônico para sua segurança precisam, naturalmente, de um porteiro eletrônico para o controle de acesso. Muitas vezes a identificação somente pela voz não é suficiente para coibir a entrada de criminosos na empresa; o ideal nesses casos é um porteiro eletrônico com vídeo.

O sistema eletrônico fornece à sua empresa um serviço de vídeo que funciona 24 horas por dia, 7 dias da semana, e é especialmente eficiente durante as horas de pico ou para apoiar e complementar o trabalho do seu atual porteiro ou serviço de guarda de segurança. Além disso, é possível atrelar ao sistema as câmeras de segurança para uma visão mais ampla dos arredores da empresa.

4. Cerca elétrica
Uma cerca elétrica é um equipamento denominado protetor de perímetro. Esse dispositivo é projetado para criar um circuito elétrico quando tocado por um invasor. Um componente chamado energizador converte a energia em um breve pulso de alta-tensão, liberando um pulso elétrico ao longo de um fio conectado uma vez a cada segundo.

Quando um invasor toca o fio, o pulso completa o circuito, causando um choque elétrico. Os efeitos do choque dependem da tensão, da energia do pulso, do grau de contato entre o invasor e a cerca e da rota da corrente através do corpo. Mas, independentemente da intensidade do choque, seu efeito é altamente perturbador e produz um efeito inibidor psicológico eficaz.

A sua empresa já possui equipamentos de segurança? Entre em contato com a gente e saiba como podemos te ajudar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *