Conheça os tipos e funções das câmeras de segurança

Tempo de leitura: 4 minutos

A tecnologia das câmeras de segurança presente hoje no mercado, além de bastante avançada, é também bastante vasta e diversificada. São vários os tipos e funções e entender o funcionamento de cada um deles é fundamental para que você escolha a melhor estratégia de segurança para o seu patrimônio, seja na sua casa, seja na sua empresa.

Conheça a seguir mais detalhes dos principais tipos de câmera de segurança utilizados hoje no mercado e saiba como cada uma delas atua para te defender.

Dome

A câmera dome leva esse nome por causa do seu formato, que se assemelha a um domo – uma cúpula ou bolha, para simplificar. Uma de suas principais características é o acabamento estético. Ela é pequena e bem discreta, sendo ideal para uso em projetos que primam pela beleza. Podem ser instaladas no teto ou na parede.

Algumas podem ser instaladas também ao ar livre, mas é importante antes verificar se elas possuem o chamado índice de proteção, que garante que elas continuarão funcionando mesmo expostas a condições adversas do clima, como altas temperaturas e chuva.

Speed Dome

A câmera speed dome também tem o formato de domo, assim como a anterior, mas as semelhanças param por aí. Dentre todos os tipos de câmeras de segurança, ela é a maior de todas e também a mais cara. Ao mesmo tempo, é também uma das que conta com a maior quantidade de recursos.

Além da alta qualidade da imagem, ela pode ser movimentada na direção horizontal e vertical, pode ser manejada direto de uma central de controle e ainda tem uma alta taxa de zoom em tempo real.

Em função de todos esses recursos, é adequada para a realização de vigilância em áreas amplas e com grande fluxo de pessoas, como shoppings e aeroportos.

Mini Speed Dome

Ainda na categoria das câmeras de segurança do tipo dome, as chamadas mini speed dome são usadas para ambientes internos e são equipadas com sensores e recursos de zoom de aproximadamente 10X.

Bullet

Dentre as câmeras de segurança, a do tipo bullet é a mais popular do mercado. Ela também é a que apresenta uma maior variedade de modelos no que se refere ao alcance e à aparência. Mas, no geral, é caracterizada por uma lente em formato cilíndrico.

Uma de suas principais funcionalidades é o alto índice de proteção, o que a torna um dos modelos de câmera mais adequados para uso em ambientes externos, principalmente áreas públicas.

O fato de a câmera bullet contar com infra-vermelho e poder ser direcionada para um ponto fixo também colabora para que ela seja usada em ruas em geral e para monitoramento noturno.

Camuflada

A câmera camuflada, com o nome já indica, é um tipo de câmera que fica escondida ou oculta. Normalmente, elas assumem o formato de objetos do cotidiano, como relógios ou alarmes e são usadas quando é necessário fazer a vigilância sem que ela seja percebida.

Uma de suas vantagens é o seu tamanho reduzido e a sua discrição, pois passam despercebidas. Por outro lado, este mesmo tamanho reduzido traz um ponto negativo, que é a baixa qualidade das imagens geradas.

Box

A câmera box tem esse nome porque tem um formato semelhante ao de uma caixa (box em inglês). Ela tem uma ampla gama de recursos e configurações e também permite a troca de lente conforme o tipo de ambiente onde será instalada.

No geral, a câmera box, também chamada de câmera profissional, é usada em ambientes corporativos com grande circulação de pessoas.

Câmeras de segurança: detalhes importantes

Além de conhecer os tipos de câmeras de segurança e as funções de cada uma delas, é importante também conhecer detalhes que são imprescindíveis nesse tipo de equipamento na hora de montar a sua estratégia de segurança.

É fundamental que as câmeras de segurança tenham tecnologia infra-vermelho, que consiste em emissores de luz que se acendem quando há pouca iluminação no ambiente. Esses emissores são essenciais pra que as imagens mantenham qualidade quando feitas à noite ou em ambientes pouco iluminados.

Pode ser interessante também, conforme as necessidades do planeamento de segurança, que a câmera tenha tecnologia IP. Este recurso dota a câmera de uma espécie de servidor interno que gera um endereço de IP (identificação única de um dispositivo conectado a uma rede de computadores). É o IP que vai permitir que as imagens sejam enviadas pela internet, o que pode ser útil para projetos de segurança que precisam ser realizados em tempo real.

Ciente de todas essas informações, você será capaz de definir qual a melhor câmera para a sua necessidade e para o ambiente a ser vigiado. Ao fazer sua escolha, conte também com a assessoria de empresas especializadas em segurança patrimonial para garantir um planejamento de segurança o mais acertado possível.

Conhecer os tipos de câmera é fundamental para quem quer aumentar a segurança patrimonial e pessoal. Aprofunde-se mais sobre o assunto com o nosso guia para estruturar um planejamento de segurança.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *