Curiosidades: 5 cidades mais seguras em Santa Catarina

Tempo de leitura: 3 minutos

Você sabia que das 100 melhores cidades para se viver no Brasil, 23 estão no estado de Santa Catarina? E que a segurança tem papel importante nesse resultado?

Um dos indicadores mais relevantes para a determinar que um local é bom para se viver é a chamada expectativa de vida, pois considera as condições gerais de vida da população de um determinado local. Ou seja, o aumento dessa expectativa significa que o ambiente oferece condições melhores para os moradores.

E isso tudo tem relação direta com as cidades seguras, uma vez que os lugares que possuem esse indicador maior são aqueles que oferecem uma vida de mais qualidade para os seus residentes.

A expectativa de vida ao nascer dos brasileiros é, atualmente, de 75,5 anos e o Estado com maior expectativa de vida é Santa Catarina, com 78,7, segundo o IBGE. A projeção do IBGE para 2018 em Santa Catarina é de 79,66 anos. Até 2030, deve chegar a 82,26 anos.

Se você quer conhecer as principais cidades seguras do país, aposte em Santa Catarina. Entenda o porquê e veja as cinco cidades que ocupam o topo dos rankings de segurança.

1 – Balneário Camboriú
Ela foi considerada pelo ranking da Smart Cities de 2017 como a 1ª dentre as cidades mais seguras no sul do Brasil e soma 131.727 habitantes, segundo o IBGE.

Ela conquistou esse espaço no ranking porque tem um diferencial na segurança pública: o esforço da população para a melhoria dos números, segundo o delegado regional David Queiroz. Para você ter uma ideia, contando todos os meses de 2016, foram apenas 8 homicídios na cidade.

2 – Jaraguá do Sul
Jaraguá do Sul faz parte das cidades seguras pois tem uma taxa de homicídios muito baixa, mesmo contando com 163.735 moradores. O delegado regional da Polícia Civil da cidade, Adriano Spolaor, disse que registrou 1 homicídio apenas em 2015, 4 em 2016 e 2 até junho de 2017. De acordo com a assessoria de imprensa do município, ela participa do ranking das 30 cidades seguras e mais pacíficas por causa da educação e níveis de emprego altos.

3 – Vale do Itajaí, Brusque
Com 122.775 moradores, o município tem um destaque forte quando se trata do trabalho policial e educacional.

O delegado regional da cidade, Fernando de Faveri, informa que quem comete um homicídio tem certeza que será pego, pelo serviço de qualidade da polícia e que, por este motivo, Brusque faz parte das cidades seguras.

A cidade também investe em programas educacionais de resistências às drogas (PROERD) e informa que a sociedade faz também a sua parte auxiliando as autoridades com informações importantes e denúncias que evitam problemas futuros.

4 – Braço do Norte
Esse é o segundo e último lugar do Sul do país que também entrou no ranking Connected Smart Cities, contando com pouco mais de 29 mil habitantes.

Apesar dos poucos habitantes, o major Marcos Aurélio Ramm, comandante da Guarnição Especial da cidade, considera que Braço do Norte entrou no ranking das cidades seguras por causa da alta tecnologia nas operações policiais, como, por exemplo, o vídeo-monitoramento.

5 – Florianópolis
Não podíamos deixar de fora do ranking das cinco cidades seguras de Santa Catarina a capital Florianópolis, ou, como é carinhosamente conhecida, Floripa. Ela conta com, aproximadamente, 477.798 habitantes.

Ela é vista como uma das melhores cidades para se viver, principalmente depois dos 60 anos, e também é considerada entre as melhores cidades seguras se tratando de desastres naturais. Um outro lado bom de Floripa é que as praias também são estonteantes.

E então, qual destas cidades seguras você quer morar?
Investir em segurança é primordial e é por isso que essas cidades estão conquistando os brasileiros com índices altos de pacificidade. E então, de qual dessas cidades seguras você mais gostou?

Não pare por aqui, se você quer entender mais sobre segurança, continue nos acompanhando e veja os conteúdos exclusivos que separamos para você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *