Limpeza da Praia: 7 resíduos mais encontrados nas praias nas férias de inicio de ano

Tempo de leitura: 6 minutos

O início do ano é tempo de férias, de calor intenso, de viajar e de ir à praia com a família. Porém, notícias de poluição no litoral também estão se tornando mais frequentes. No litoral de Santa Catarina, por exemplo, 16 mil toneladas de lixo são recolhidas por mês. Durante os meses de verão, a quantidade salta para 24 mil toneladas. A falta de limpeza da praia impacta diretamente na qualidade da água, tornando-a imprópria para o banho, além de afetar o turismo, os pescadores, a saúde dos moradores e a diversidade da vida marinha na região.

O problema não está apenas na sujeira deixada por turistas e visitantes, pois, o lixo urbano e o esgoto também são levados pela água da chuva até o mar. Continue lendo para saber quais são os 7 resíduos mais encontrados no litoral brasileiro e como você pode fazer a diferença e ajudar na limpeza da praia!

Quais são os 7 resíduos mais encontrados nas praias brasileiras?

1. Bitucas de cigarro

Além de fazer mal para a saúde, o cigarro também faz mal para o oceano. Muitas bitucas de cigarro são encontradas nas areias e nas águas, poluindo o ambiente. Substâncias tóxicas são encontradas dentro dos filtros dos cigarros, podendo ocasionar a morte dos animais marinhos.

2. Materiais de plástico

Atualmente, apenas 25% dos resíduos de plásticos são reciclados em todo o mundo. Esse material leva mais de 100 anos para se decompor. Nas praias, os itens de plásticos mais encontrados são garrafas, embalagens, copos, pratos e talheres.

Segundo a ONU, entre 60% a 90% dos materiais encontrados no mar são plásticos. Especialistas advertem que, nesse ritmo, em 2050 haverá mais plásticos nos oceanos do que peixes.

3. Garrafas PET

Quando descartadas nos oceanos, demoram mais de 100 anos para se decompor. Nesse processo, elas se transformam em microplásticos, que são altamente tóxicos. Os animais marinhos confundem esse material com comida e morrem, diminuindo a diversidade dos oceanos.

4. Canudos

A comodidade de usar o canudo faz com que muitas pessoas não pensem no impacto ambiental que ele causa. Ele é feito de polipropileno, que é reciclável mas não biodegradável. A conscientização sobre esse assunto está crescendo no Brasil e algumas cidades estão proibindo o uso de canudos de plástico no comércio.

5. Sacolas plásticas

Esse material leva cerca de 450 anos para se decompor, durante esse período, muitos animais são sufocados ou morrem devido à ingestão de sacolas plásticas.

6. Garrafas de vidro

O vidro leva 4000 anos para se decompor, por isso, é muito importante que ele seja descartado de forma correta. Ele pode ser reciclado diversas vezes e esse processo gera empregos e economiza recursos naturais.

7. Pedaços de isopor

No verão, muitas pessoas levam o isopor para deixar as bebidas mais geladas devido ao calor intenso da praia. Apesar de ser reciclável, ele não é uma opção viável para catadores e cooperativas devido ao seu baixo preço de venda. Quando são descartados no mar se transformam em microplásticos, causando a intoxicação dos peixes e dos humanos que se alimentam deles posteriormente.

Como ajudar na limpeza e manutenção das praias?

Seja responsável pelo descarte adequado do seu lixo

Gandhi tem uma famosa frase que diz: “Seja a mudança que você quer ver no mundo”. Cada um deve fazer a sua parte para minimizar o problema. Recolha todo o seu lixo e o descarte no local apropriado. Reflita também sobre os seus hábitos e pense em como você pode colaborar com a limpeza da praia.

Substitua a garrafa de plástico por uma que não seja descartável

Comprar uma garrafinha de água na rua e jogá-la no lixo logo depois de bebê-la é um hábito para muitas pessoas. Porém, essa ação que dura poucos minutos, tem enormes consequências para a natureza. Uma garrafa de plástico leva centenas de anos para se decompor e desaparecer na natureza.

Substituir a sua garrafa de plástico por uma que não seja descartável, como a de aço inoxidável, é uma maneira fácil de ajudar o meio ambiente e a limpeza da praia.

Diminua a sua pegada de carbono

Todos os produtos, serviços e processos que consumimos provocam a emissão de gases de efeito estufa, entre eles, o dióxido de carbono. Esses gases são lançados na atmosfera e absorvidos pelos oceanos e florestas. Cerca de 25% de dióxido de carbono é absorvida pela água, tornando o seu pH mais ácido e ameaçando a vida dos animais marinhos.

A pegada de carbono é uma metodologia para mensurar o impacto que as nossas ações causam no planeta, por menores que elas sejam. A mudança de alguns hábitos contribuem para a diminuição da pegada de carbono, como usar menos carros, escolher fontes de energia renováveis e fazer escolhas mais sustentáveis sobre o que consumir.

Reduza o consumo de plásticos

O plástico está no alto da lista de resíduos mais encontrados no litoral brasileiro. Assim, diminuir o consumo de produtos feitos com esse material é muito importante para a limpeza da praia. Use sacolas retornáveis para não usar sacos plásticos, priorize embalagens de vidro ou papel e evite usar canudos, copos e talheres descartáveis.

Participe de um mutirão de limpeza da praia

Quem nunca foi à praia mais próxima de casa e viu lixo jogado na areia e no mar? Infelizmente, essa é a realidade de muitas praias. Reúna os seus amigos e colegas de trabalho para criar um mutirão de coleta de lixo para a limpeza da praia. Se você tiver com dificuldades em reunir interessados, procure por grupos que discutem sobre esse assunto nas redes sociais.

Entre em contato com as autoridades locais, em especial com a empresa que presta o serviço de limpeza pública na sua região, para verificar se é necessário pedir uma autorização. Após a coleta, certifique-se de que os resíduos coletados foram descartados de forma correta para que eles não voltem para o mar.

A gente sabe que limpeza faz toda a diferença em um ambiente, não é mesmo? Por isso, conte com a experiência da Minister! Temos uma equipe capacitada para fazer a limpeza do seu evento ou após uma obra. Solicite o seu orçamento!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *