Segurança orgânica e privada: vantagens e desvantagens

Tempo de leitura: 4 minutos

Cuidar do patrimônio da sua empresa, do bem-estar e da integridade de seus colaboradores é uma prioridade inquestionável e para que isso ocorra é preciso, dentre outras coisas, investir em segurança. A grande questão é decidir sobre qual a melhor maneira de direcionar este investimento. Você deve optar pela chamada segurança orgânica ou pela segurança privada?

Para que você saiba qual a melhor escolha, é preciso entender o que cada uma dessas modalidades significa, suas vantagens e desvantagens.

O que é segurança orgânica

A segurança orgânica é aquela assumida diretamente pela sua empresa. Ou seja, sua equipe de segurança será composta por funcionários recrutados, treinados e contratados por você. A formação e a reciclagem desses profissionais, enquanto estiverem no quadro de funcionários, também é de responsabilidade direta da empresa.

Vantagens da segurança orgânica

A vantagem da segurança orgânica é o controle total do processo de recrutamento dos funcionários. Você poderá fazer a seleção conforme os parâmetros seguidos para os demais processos seletivos realizados pelo seu negócio.

Desvantagens

As desvantagens, por outro lado, são bem sérias. À primeira vista, você pode pensar que elas se limitam apenas aos encargos trabalhistas decorrentes da contratação de um profissional, além dos custos para treinamento e reciclagem. Mas as implicações vão muito além do peso extra na folha de pagamentos.

Quando você contrata diretamente profissionais para fazerem a segurança da sua empresa, você obrigatoriamente terá que lidar com todas as responsabilidades e consequências que pesam sobre a atuação de vigilantes.

É preciso, por exemplo, obter a carteira nacional de vigilante (CNV) e o registro de armamento para cada profissional contratado, além de atender a todas as determinações da Polícia Federal, do Ministério da Justiça e da legislação vigente referente aos serviços de segurança.

Os certificados dos vigilantes também devem estar em dia e serem sempre atualizados. Se a sua empresa burlar quaisquer uma dessas exigências, estará exercendo uma atividade ilegal.

Além disso, todos os riscos e consequências de acidentes provocados pela atuação dos seus seguranças serão de responsabilidade da empresa, que deverá responder legalmente pelos mesmos.

O que é segurança privada

A segurança privada, por sua vez, é o serviço terceirizado. Dito de outro modo, você irá contratar uma empresa especializada no setor para executar o trabalho de segurança no seu negócio.

Vantagens da segurança privada

As vantagens da segurança privada são muitas. A palavra usada acima para explicar o conceito diz tudo: você terá uma empresa especializada para fazer o serviço. Do ponto de vista burocrático é uma escolha bastante eficiente. 

Isso quer dizer que os profissionais que atuarão na sua empresa já estarão devidamente treinados, certificados e com todas as obrigações legais atendidas. O processo contínuo de aperfeiçoamento, tão importante para a qualidade do serviço, também fica a cargo da empresa terceirizada. 

Mais que isso, você poderá contratar um serviço que atenda especificamente às necessidades da sua empresa. Os melhores serviços de segurança patrimonial do mercado oferecem uma gama variada de soluções que, combinadas, resolvem melhor o seu problema.

Da perspectiva financeira esta também é uma ótima alternativa, pois claramente não haverá sobrecarga da sua folha de pagamentos.

É óbvio que há um custo acertado em contrato, mas é possível negociar e montar o serviço de modo que sejam atendidas plenamente as demandas da sua empresa. 

Desvantagens

Uma desvantagem da segurança privada é o risco de contratar empresas fraudulentas ou clandestinas, que dizem ser especializadas, mas não cumprem com as exigências legais.

Neste caso, sua empresa pode ser responsabilizada legalmente de maneira indireta pela contratação de um serviço clandestino. 

Há o risco, ainda, de você contratar um serviço privado ineficiente, prestado por empresas que não dão treinamento adequado aos profissionais nem cumprem com as obrigações trabalhistas.

Consequentemente, você pode sofrer com prejuízos financeiros e a má qualidade do serviço, que não irá resolver os problemas a que ela de fato se propõe. 

Dicas para contratar um serviço de segurança privada

Para evitar os riscos citados acima é simples. É possível verificar nos órgãos competentes se a empresa que você pensa em contratar atende todas as determinações da lei. Verificar os clientes da empresa em questão e o que eles têm a dizer sobre a qualidade do serviço também é uma boa saída.

Após a contratação, basta acompanhar de perto a manutenção da documentação e das licenças necessárias para certificar-se de que vale a pena manter o serviço.

As Empresas Minister têm qualidade reconhecida no mercado na prestação de serviços de segurança privada. Entre em contato para conhecer o nosso trabalho e fazer um orçamento
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *