Veja a importância da limpeza pós-obra em seu empreendimento

Tempo de leitura: 5 minutos

Finalizar uma obra, seja ela grande ou pequena, na sua casa ou no seu empreendimento, pode parecer o ponto final de um longo processo. Em partes, é isso mesmo. Afinal, é de fato a conclusão de um projeto que custou tempo, dinheiro e algumas dores de cabeça, algo inevitável durante uma obra. Mas é também o início de um outro trabalho não menos grandioso e não menos importante: a limpeza pós-obra.

Não existe obra que não deixa sujeira e, pior que isso, esta sujidade costuma ser das mais pesadas e mais complicadas de se manejar. Porém, não há nada que um bom planejamento não facilite esse trabalho árduo, porém necessário. 

Veja, na sequência, um guia prático para a limpeza pós-obra, com dicas práticas para que você tome os cuidados iniciais, separe os materiais e produtos corretos e, enfim, ponha a mão na massa.

Preparação para a limpeza pós-obra

Antes de qualquer coisa, só comece a fazer a limpeza pós-obra quando os trabalhos de construção e/ou reforma estiverem finalmente concluídos. Pode parecer óbvia essa recomendação, afinal estamos falando de uma faxina após a obra. Porém, a ansiedade de ver tudo limpo como antes, somada ao incômodo provocado por tanta sujeira, pode fazer com que você queime etapas. 

Pense bem: se você fizer uma limpeza antes do fim das obras, em pouco tempo tudo estará sujo novamente e o seu trabalho e esforço terão sido em vão. 

A obra terminou? Então, agora sim, é hora de começar a pensar na limpeza. O primeiro passo é retirar do ambiente todos os objetos, móveis e equipamentos possíveis para liberar espaço. Aquelas peças que não podem ser retiradas do local da faxina devem ser cobertas com material adequado, a fim de protegê-los de possíveis danos causados por produtos químicos.

Preparado o ambiente, é hora de se equipar para realizar a limpeza pós-obra

Seleção de produtos e equipamentos para a faxina

Uma limpeza pós-obra pode ser tanto mais eficiente quanto melhor você definir o que você vai limpar e como você limpar. Ou seja, é importante identificar o tipo de sujeira e, na sequência, definir os melhores produtos e equipamentos para eliminá-la. 

Restos de tintas, por exemplo, requerem o uso de solvente. Pisos podem requerer a remoção de resíduos de rejunte. Neste caso, cada tipo de revestimento do piso (madeira, porcelanato, ou cerâmica) pode requerer um tipo de produto de limpeza diferente. 

Os resíduos em vidros também podem requerer algum tipo específico de produto, ou apenas um limpa-vidros, caso haja somente poeira nos mesmos. Uma sujeira mais leve em superfícies pode ser resolvida com água e sabão. 

Além dos produtos de limpeza, você vai precisar listar também uma série de equipamentos; vassouras com cerdas de diferentes densidades e texturas, conforme a necessidade da faxina, aspiradores de pó, panos, baldes e mangueiras.

Não se esqueça também dos equipamentos que podem te proteger, afinal, como a limpeza pós obra é bastante pesada, haverá muito contato com produtos químicos. Use luvas para evitar irritação e contaminação nas mãos e botas plásticas anti-derrapantes para evitar escorregões e também proteger os pés de possíveis irritações. 

Caso você venha a utilizar produtos com odor muito forte, use máscaras para proteger as vias respiratórias e óculos para proteger os olhos, evitando assim possíveis alergias e outras reações.

Cuidado também ao manejar os produtos. Leia e respeite as instruções do rótulo e não tente jamais bancar o cientista maluco, misturando ou diluindo produtos.

Use a lógica para organizar a limpeza pós-obra

É tanto trabalho que se tem pela frente em uma limpeza pós obra que você pode se perder e acabar comprometendo o rendimento da faxina. Por isso, organize bem o passo a passo da limpeza antes de colocar a mão na massa. 

Comece a limpeza de dentro pra fora do local e também dos fundos para a frente. Se você fizer o contrário, vai levar sujeira para dentro do imóvel. Em cada ambiente, comece a faxina de cima para baixo, ou seja, dos lugares mais altos para os lugares mais baixos. A lógica aqui é a mesma. Se você começar por baixo, por exemplo, pelo piso, na hora de limpar as paredes os resíduos de sujeira vão cair no chão e você terá que limpar tudo novamente.

Na hora de remover a sujeira, comece sempre removendo os resíduos mais pesados para só então partir para a sujeira mais leve. E siga sempre a ordem da limpeza: primeiro varrer, depois aspirar, depois molhar, na sequência limpar e, finalmente, dar brilho ou finalizar.

Por último mas não menos importante, não faça a limpeza pós-obra sem a ajuda de outras pessoas. É muito trabalho para uma única pessoa. 

Caso você chegue à conclusão que a faxina pode demandar um esforço muito grande e dias de trabalho, considere também contratar uma empresa de limpeza terceirizada. Encare isso como um investimento, pois a limpeza pós-obra será feita por profissionais qualificados e com os equipamentos e produtos mais adequados para uma faxina nesse nível.  

A Minister é especialista em serviços terceirizados de limpeza, segurança e monitoramento. Saiba mais sobre as nossas atividades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *