5 dicas para aumentar a segurança no controle de acesso do seu condomínio

Tempo de leitura: 6 minutos

Apesar de serem vistos como um tipo de moradia segura, especialmente nos centros urbanos, o número de invasões e roubos em condomínios crescem a cada ano. Falhas no controle de acesso dos condomínios causaram, apenas na cidade de São Paulo, um aumento de 56% no número de invasões a condomínios entre janeiro a abril de 2018. Entre os anos de 2015 e 2016 o aumento foi de 172%.

Esses números alarmantes crescem por todo o país. A maior parte das invasões em condomínios ocorrem na porta da frente e na garagem, que são áreas de grande fluxo de pessoas. Falhas no controle de acesso podem colocar a vida de moradores e funcionários em risco, por isso, a segurança do condomínio é um assunto muito sério.

Os criminosos se aproveitam de falhas de segurança no controle de acesso no condomínio para realizar roubos em vários apartamentos de uma vez. Por isso, vamos mostrar 5 dicas para a segurança de prédios residenciais. Continue lendo!

1. Tenha cuidado com entregadores e visitantes

Com o aumento da preocupação com a segurança, os criminosos precisaram mudar as suas táticas para terem acesso aos prédios. Uma das formas mais usadas atualmente é o uso de disfarces de entregadores, prestadores de serviço e visitantes.

Deixe claro para os moradores que todos os visitantes devem ser identificados na portaria e que a entrada deles só será permitida mediante a autorização de um morador. Porém, existem criminosos que se apresentam como prestadores de serviço e apresentam identificações falsas. Esses casos mostram a importância de ter um controle rígido de entrada e saída de pessoas e porteiros capacitados para atuarem nessas situações.

Alguns projetos de prédios mais recentes possuem um sistema de passa-volume para a entrega de mercadorias. Ela evita que os porteiros e os moradores fiquem vulneráveis a um falso entregador. O controle de acesso é feito pelo interfone, não existe contato físico e o entregador fica o tempo na calçada, sem ter nenhum acesso ao condomínio.

2. Invista em equipamentos tecnológicos

Os equipamentos tecnológicos deixaram de ser um luxo e agora são aliados no monitoramento do controle de acesso dos prédios residenciais. Para aumentar a segurança do condomínio, os equipamentos mais usados são as cercas elétricas, circuito fechado de TV, alarmes, sensores de presença, guaritas blindadas, aceleradores de portão automático, entre outros.

O investimento em tecnologia valem a pena e melhoram a reputação do condomínio, contribuindo para aumentar a procura por aluguéis e compras dos imóveis. Os equipamentos além de inibirem a ação de bandidos, também ajudam na sua identificação.

Contrate uma empresa especializada em segurança e monitoramento para fazer um planejamento e identificar o que deve ser feito para aumentar a segurança no controle de acesso do prédio, evitando uma falsa sensação de segurança.

3. Aumente a segurança com um porteiro remoto

Nos últimos anos houve um aumento no número de condomínios com portaria remota. Essa tecnologia permite que as atividades, que antes eram feitas pessoalmente pelo porteiro, a partir de agora sejam feitas à distância em uma central de monitoramento. O profissional não tem contato direto com desconhecidos, diminuindo os riscos de uma falha humana.

A central fica responsável por monitorar e controlar o fluxo da entrada e da saída dos moradores, entregadores, prestadores de serviços e veículos. Caso ocorra uma emergência, os funcionários conseguem entrar em contato rapidamente com a central e com as autoridades. A implementação do porteiro remoto aumenta a segurança do condomínio, além de diminuir os gastos com funcionários.

4. Capacite os porteiros e funcionários com um treinamento de segurança

Todo prédio residencial possui um conjunto de normas de segurança, que deve ser conhecido por todos os moradores e funcionários. Após a contratação, os porteiros e funcionários precisam ser treinados para conhecerem as regras, porém, o aprendizado não deve parar por aí.

Imagine a cena: você está no seu trabalho e precisa fazer uma atividade de rotina. Por fazê-la todos os dias, você age no automático, sem pensar muito e até pula algumas atividades por acreditar que não vai fazer diferença no resultado final. Quem nunca fez isso, não é mesmo?

Quando falamos sobre a segurança no controle de acesso do condomínio, essa falta de atenção ou o não cumprimento das normas podem causar falhas e pôr a vida das pessoas em risco. Por isso, os treinamentos de reciclagem anuais são muito importantes para relembrar os procedimentos corretos.

Outra alternativa é contratar uma empresa terceirizada para atuar nessa função. Dessa forma, a contratada encaminha profissionais que já estão treinados e estão capacitados para o trabalho. Essa decisão é muito importante, por isso, não escolha a empresa com base apenas nos custos. Pesquise a sua reputação, solicite referências para antigos clientes e veja se a terceirizada verifica os antecedentes criminais dos funcionários e se eles estão com o treinamento em dia. Para não tomar uma decisão equivocada, conheça os principais requisitos para escolher uma empresa terceirizada.

5. Crie um manual de segurança para o condomínio

Além dos funcionários e dos porteiros, os moradores também contribuem para a segurança condominial. É responsabilidade do síndico informá-los sobre as regras que devem ser seguidas para reduzir os riscos de uma invasão.

Todos os prédios residenciais possuem um manual de segurança, que contém os procedimentos que devem ser seguidos diariamente por todos para a segurança do condomínio. Esse conjunto de procedimentos de segurança tem validade legal e deve ser debatido e aprovado em uma Assembléia para o conhecimento de todos os moradores.

A segurança dos moradores e funcionários não pode ser negligenciada, por isso, os síndicos devem estar atentos em relação ao controle de acesso do condomínio. Para minimizar os riscos, especialmente na garagem e na porta principal do prédio, é importante investir em tecnologia e na capacitação dos porteiros e funcionários. A prevenção é a maior aliada para aumentar a segurança condominial.

A proteção da sua família e do seu patrimônio não tem preço. Separamos mais dicas sobre esse assunto no e-book gratuito “Dicas indispensáveis para garantir a segurança da sua casa, do seu bairro e patrimônio”. Faça o download agora!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *