Como montar uma rotina para a limpeza do condomínio?

Tempo de leitura: 6 minutos

Administrar um prédio como síndico ou subsíndico tem sempre diversos desafios. Um deles diz respeito à limpeza do condomínio, afinal, todos os moradores utilizam as áreas comuns e elas precisam estar sempre limpas e organizadas para o bem-estar de todos.

Manter essa rotina de limpeza não é fácil, principalmente se o seu prédio não tem um funcionário fixo que tenha essa atribuição. Por isso, muitos condomínios fazem escala de limpeza entre os moradores ou fecham parcerias com empresas terceirizadas para suprir essa demanda.

Sendo assim, questionamos: quer saber como montar uma rotina de limpeza do condomínio? Venha conosco que apresentaremos algumas dicas a seguir! Boa leitura!

Crie um cronograma de limpeza do condomínio

Existem lugares que precisam de limpeza diária (como o hall de entrada), já em outros espaços a limpeza pode ser realizada com um intervalo maior (como os vidros das janelas), certo? Por isso, crie um cronograma para evitar de se esquecer de algum ambiente.

O mais importante é você criar um roteiro personalizado para a realidade do seu prédio e também de acordo com o que foi combinado em assembleia geral extraordinária. Então, caso seja contratado um funcionário, zelador ou uma empresa terceirizada, você pode apresentar o seguinte exemplo de roteiro de limpeza para norteá-lo:

Limpeza diária

  • Banheiros das áreas comuns;
  • Hall de entrada;
  • Portaria;
  • Retirada dos lixos;
  • Elevadores;
  • Objetos decorativos das áreas comuns;
  • Sauna, academia e salão de festas (em caso de uso diário);
  • Espelhos.

Limpeza semanal

  • Tetos e lustres;
  • Corrimão e escadaria;
  • Rodapés;
  • Pátio, jardim e horta;
  • Calçadas;
  • Quadras esportivas;
  • Salão de jogos;
  • Extintores e hidrantes;
  • Playground.

Limpeza quinzenal

  • Vidros, janelas e esquadrias;
  • Janelas externas;
  • Lixeiras externas;
  • Escadas de emergência;
  • Tapetes;
  • Garagens.

Não deixe a sujeira acumular

As áreas comuns do prédio costumam ter grande circulação de pessoas e animais, portanto, é fundamental não deixar a sujeira acumular. Caso contrário, uma limpeza que duraria trinta minutos transforma-se em horas para conseguir eliminar toda a sujeira.

Então, para otimizar a rotina, sempre que houver algo sujo, informe para quem providenciará o serviço de limpeza que é necessário limpar aquele local no mesmo dia — mesmo que isso não esteja no cronograma de tarefas.

Por exemplo, imagine que a limpeza das garagens será realizada quinzenalmente. No entanto, um morador chegou do mercado e um fardo de cerveja estourou, sem querer. Assim, ao invés de limpar o ambiente de 15 em 15 dias, providencie a limpeza imediata.

Invista em equipamentos de segurança

A segurança dos moradores e da equipe que está trabalhando na limpeza sempre deve ser prioridade para o síndico. Isso porque, muitas vezes, há o contato com diversas substâncias tóxicas que são prejudiciais para a saúde de todos. Por isso, invista sempre em equipamentos de segurança, tais como:

  • Óculos de proteção;
  • Bota antiderrapante;
  • Placas de identificação, como “Cuidado! Piso molhado”;
  • Macacões;
  • Máscaras;
  • Luvas.

Além disso, antes de fazer a compra de qualquer produto de limpeza, é essencial confirmar se o fabricante tem cadastro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Dessa maneira, você evita comprar um produto inadequado e que possa ser prejudicial para a saúde de todos.

Não atrapalhe os condôminos

É fundamental ter bom senso na hora de criar uma rotina de limpeza do condomínio. Por exemplo: a pessoa que fará a limpeza não pode ligar o aspirador de pó às 6 horas da manhã ou lavar as janelas no horário do meio-dia — momentos em que há grande circulação de pessoas nos ambientes comuns.

Lembre-se de que a limpeza é essencial, no entanto, a saúde e o bem-estar dos moradores devem ser prioridade. Afinal, o principal objetivo de manter uma rotina de limpeza do condomínio é criar um ambiente agradável, limpo e higiênico para todos.

Por isso, é preciso considerar a realidade do prédio para definir os melhores horários e também as tarefas que precisam ser realizadas. Caso contrário, certamente, haverá reclamações dos moradores por insatisfação com a gestão.

Incentive boas práticas de limpeza entre todos os moradores

Conservar os ambientes limpos é um hábito diário e com o qual todos os condôminos podem contribuir. Para isso, é fundamental sempre enviar dicas de limpeza nos grupos de WhatsApp do prédio, anotar um recado no recibo de pagamento e expor cartazes chamativos nos murais de comunicação interna, mostrando a importância de todos fazerem a sua parte.

Por mais que todas as pessoas saibam que precisam colaborar para a limpeza, muitas vezes, na correria do dia a dia, acabam deixando isso de lado. Por exemplo: mesmo que elas vejam que tem um papel de bala no chão, acabam deixando para o zelador (ou para quem for responsável direto pela tarefa) retirar no dia certo da limpeza.

Portanto, não deixe de falar sobre a importância da limpeza em todas as reuniões e reforçar que cada condômino precisa fazer a sua parte, afinal, o prédio é de todos.

Crie ações personalizadas para a realidade do seu prédio

Esteja atento às reclamações dos moradores e às discussões sobre o assunto nos corredores, na internet e nas reuniões. Muitas vezes, os moradores dão ideias muito interessantes e que ajudam na manutenção e conservação do ambiente.

Por exemplo, imagine que o maior problema do seu prédio seja nos dias chuvosos, em que os moradores entram com os seus guarda-chuvas pingando pelas escadas e provocando barro e sujeira. Uma alternativa seria comprar capachos mais resistentes para limpar os pés e outra solução seria providenciar protetores de guarda-chuva.

Nesse caso, opte por protetores que não sejam prejudiciais ao meio ambiente, com materiais mais resistentes e que possam ser reaproveitados (ao invés dos tradicionais saquinhos de plástico). Assim, além de contribuir com a limpeza do condomínio, você ajuda também na manutenção e conservação do nosso planeta.

Criar uma rotina de limpeza do condomínio deve ser uma das prioridades de quem administra um prédio. Para isso, é fundamental entender mais sobre o assunto para ter insights que ajudem a criar um cronograma personalizado para a realidade do seu prédio.

Neste post, você aprendeu como criar uma rotina de limpeza do condomínio. Você gostou das nossas dicas? Então, aproveite para dar uma espiadinha nos nossos serviços especializados! Saiba como podemos ajudar a manter a limpeza e organização do seu prédio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *