Conheça os maiores roubos da história

Pesquisar
Fique atualizado!
E receba em primeira mão todas as novidades do nosso blog.
Facebook

 

Criatividade e ousadia são dois ingredientes comuns aos ladrões que planejaram e executaram os maiores roubos já registrados na história. Sabemos que, no dia a dia, essas características também são aplicadas nas ações dos bandidos.

Por isso, é sempre importante se prevenir ao máximo para evitar surpresas desagradáveis. Conheça, abaixo, a história dos maiores roubos pelo mundo e as artimanhas dos envolvidos.

1 – Diamantes roubados no aeroporto de Bruxelas

Um dos maiores roubos da história aconteceu na Bélgica. Em 2013, oito ladrões vestidos de policiais e armados com fuzis e metralhadoras invadiram a pista do aeroporto de Bruxelas e levaram um carregamento de diamantes.

O valor estimado das pedras preciosas girava em torno de US$ 50 milhões. A ação, que durou apenas cinco minutos, foi digna de cinema: os assaltantes invadiram as barreiras do aeroporto e chegaram até o alvo a toda velocidade, fugindo pelo mesmo local de entrada.

2 – Assalto ao trem pagador, Inglaterra

Em 1963 uma quadrilha resolveu assaltar um trem que levava depósitos bancários da Escócia para Londres. O mentor do plano foi Bruce Reynolds, famoso ladrão de joias do Reino Unido.

Em um grupo de 15, os assaltantes chegaram até a ponte Bridego, por onde passava a locomotiva, e sabotaram os fios telefônicos do local, mudando a cor dos sinalizadores em uma encruzilhada. Isso obrigou o trem a parar, possibilitando a ação dos bandidos. O grupo levou uma quantia estimada atualmente em 40 milhões de libras.

Apenas cinco participantes do bando conseguiram fugir, e os outros foram parar na cadeia devido aos vestígios que foram deixados em uma fazenda que serviu de esconderijo após o roubo. Curiosamente, um dos envolvidos, Ronald Biggs, se refugiou no Brasil após escapar da prisão e aqui viveu mais de 30 anos.

grandes-roubos-historia                                    Local do assalto ao trem pagador, em 1963

3 – Depósito Knightsbridge, Londres

Outro grande roubo da história aconteceu em Londres, em 1987. Fingindo interesse em alugar um cofre, dois homens entraram armados na área de depósito de seguros do Banco Knightsbridge, que abrigava grandes quantidades de joias, dinheiro e documentos.
Eles renderam os funcionários e, para que não fossem interrompidos durante a ação, penduraram uma placa de “fechado” na porta do local. O prejuízo registrado foi de US$ 112,9 milhões.
Um dos envolvidos, o italiano Valerio Viccei, ficou preso durante quatro anos na Inglaterra e depois foi transferido para a Itália. Em 2000, quando cumpria pena em regime semiaberto, acabou morrendo em uma troca de tiros com a polícia.

4 – Centro de Diamantes da Antuérpia, na Bélgica

Considerado o maior roubo de diamantes da história, esse caso aconteceu em 2003, na cidade de Antuérpia, na Bélgica.

Os responsáveis pelo crime, 4 italianos integrantes da chamada Escola de Turim – quadrilha especializada em roubos de grande porte – arquitetaram o plano durante 27 meses. Para conseguirem ter acesso ao Centro de Diamantes da Antuérpia, um dos prédios mais seguros do mundo, eles alugaram um escritório no edifício e, se passando por joalheiros, conseguiram descobrir todos os ponto fracos do local. Em seis horas de ação, o grupo limpou 109 dos 189 cofres do local, causando um prejuízo estimado em US$ 108 milhões.

5 – Roubo ao museu de Boston, EUA

Em 1990, dois bandidos trajados como policiais abordaram os vigias do Museu Isabella Stewart Gardner, em Boston, afirmando terem recebido uma reclamação de perturbação de ordem.

Foi então, neste momento, que eles renderam a dupla de vigias e roubaram 13 obras de arte, como O Concerto, de Johannes Vermeer, estimada em US$ 200 milhões; e A Tempestade no Mar da Galileia, de Rembradt van Rijin. A ação durou cerca de 80 minutos e o prejuízo foi estimado em US$ 500 milhões.

Os autores foram identificados, mas o crime prescreveu e eles não chegaram a ser detidos. Até hoje as obras não foram recuperadas e o museu segue oferecendo recompensa de 5 milhões de dólares para quem as encontrar.

 

banco-central-em-fortaleza                               Sede do Banco Central, em Fortaleza, cenário do roubo mais famoso do Brasil

6 – Assalto ao Banco Central, Fortaleza

O caso mais famoso do Brasil é o assalto ao Banco Central, em Fortaleza. Os bandidos chegaram a furtar aproximadamente R$ 164 milhões.
Para planejar o crime, a quadrilha alugou uma casa que ficava a um quarteirão do banco, instalando uma empresa de fachada que, supostamente, vendida grama natural e sintética. Para evitar suspeitas, os assaltantes costumavam usar uniformes da empresa.

Para chegar ao banco, os envolvidos cavaram um túnel com cerca de 4 metros de profundidade e 80 metros de extensão que atravessava a movimentada Avenida Dom Manuel.

Sua estrutura foi revestida com vigas de madeira e lonas de plástico para evitar possíveis desabamentos. Além disso, ele contava com energia elétrica em toda sua extensão e até sistema de ar condicionado.
Em todos os casos dos maiores roubos da história percebe-se que os bandidos planejaram em detalhes as ações e aproveitaram de possíveis falhas de segurança para terem êxito.

 

Para evitar ações como destas quadrilhas em sua empresa ou residência, o melhor é contar com a ajuda de empresas especializadas. Visite a página da Minister e conheça agora mesmo serviços de segurança que funcionam.

 

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Últimas Notícias