Tudo sobre a Cabine Auxiliar de Desinfecção CAP O3

Pesquisar
Fique atualizado!
E receba em primeira mão todas as novidades do nosso blog.
Facebook

Há meses vivemos uma pandemia onde todas as pessoas têm que se adaptar a cada momento. O coronavírus mudou realidades do dia para a noite. Mas o fato é que, a vida tem que continuar e a ciência e tecnologia se unem cada vez para auxiliar neste processo. E foi numa dessas uniões que o escritório de engenharia Projeto A e a Empresa Minister desenvolveram a cabine auxiliar de desinfecção CAP 03.

O equipamento é comprovadamente eficiente no auxílio ao combate ao Covid-19, pois permite a sanitização e desinfecção do vírus. É mais uma das soluções que poderemos usufruir para diminuir a propagação vírus. Mas, como a cabine auxiliar de desinfecção funciona? Ela traz algum risco para a saúde? Qualquer pessoa para utilizá-la? Neste artigo você vai saber a resposta para estas e muitas outras perguntas sobre esse novo recurso tecnológico. Confira a seguir!

 Como a Covid-19 se propaga?

Como sabemos, os microrganismos que causam a Covid-19 estão presentes em secreções humanas, tais como a saliva e o muco. Ao tossir ou espirrar e mesmo durante a fala, uma pessoa pode expelir gotículas contaminadas pelas vias respiratórias. No entanto, elas então vão parar no chão, grudando nos sapatos, em objetos, em roupas, cabelo, pele de pessoas próximas e qualquer superfície que esteja a sua frente que, por sua vez, acaba contaminando quem as toque.

O que é a Cabine Auxiliar de Desinfecção CAP 03?

O equipamento inovador é uma cabine onde as pessoas entram, e em segundos saem totalmente desinfectadas. Roupas, sapatos, pele, objetos, todas as superfícies que possam ter tido contato com as gotículas, ficam livres de microrganismos transportados pelo ar. O segredo da cabine auxiliar de desinfecção é a utilização de água ozonizada. Esse líquido é aplicado através de spray em névoa.

O diretor da Empresas Minister, Jorge Goetten, disse que a CAP 03 é resultado do trabalho de uma equipe multidisciplinar, liderada por um especialista em inovação da universidade Babson College, de Boston (EUA). A equipe é composta por dois engenheiros sanitaristas, uma engenheira química e uma biomédica.

“O grande diferencial desse equipamento, além de ser fabricado em Santa Catarina, é o custo-benefício. O valor é muito inferior ao praticado no mercado e é 100% certificada”. Podem se beneficiar da cabine, indústrias, restaurantes, escolas, locais públicos, clínicas médicas e até mesmo o comércio em geral.

 

A cabine é prejudicial à saúde?

À primeira vista, uma cabine onde você deve entrar e terá contato com água ozonizada, pode assustar. Afinal, o gás ozônio puro é altamente prejudicial à nossa saúde. Ele pode causar dificuldade em respirar, agravar doenças como bronquite e asma, deixar nossos pulmões suscetíveis a infecções graves e crônicas, causar DPOC, conhecida como doença pulmonar obstrutiva crônica entre outros desconfortos.

Mas, diferente dos equipamentos chamados de câmaras ou túneis de descontaminação que já existem no mercado, a cabine auxiliar de desinfecção é compacta. Otimizando o local onde será instalada. Além disso, ela produz névoa de forma controlada e também sua saturação de ozônio é dimensionada. O grande benefício é a garantia de segurança da saúde das pessoas que a utilizam.

Não há contraindicação nesse caso. Qualquer pessoa que vá entrar no estabelecimento onde a cabine está instalada, apenas terá o benefício de tirar toda a possibilidade de transmitir o vírus através das suas superfícies.

 

 Como funciona a CAP 03?

Apesar de parecer uma técnica nova, a utilização do processo de oxi-sanitização de superfícies por ozônio saturado em água, é bastante utilizada. Um exemplo que temos no nosso dia a dia é na higienização industrial, de hospitais e lavanderias e que também foi adaptada para a área automotiva. No entanto, o processo é utilizado para limpeza do ar-condicionado e também quando há mau cheiro dentro do veículo.

O ozônio é um gás natural e é comprovadamente um germicida muito eficiente no combate de vírus, bactérias e fungos. Porém, no caso da cabine auxiliar de desinfecção, as pessoas não saem molhadas. Entretanto, o equipamento faz a aplicação de uma fina camada de microgotículas de água já saturada no ozônio. Essa ação é capaz de liberar radicais livres de peróxido de hidrogênio e hidroxila.

Ou seja, toda a superfície externa que tem contato com a substância independente de qual for, seja tecido ou pele, será esterilizada. Ao sair da cabine auxiliar de desinfecção, não haverá mais propagação da Covid-19 por estes meios. É importante lembrar que o objetivo principal é diminuir a contaminação e não acabar com o vírus que circula no ar. As cabines já estão sendo comercializadas no mercado.

Se você gostou da dica, aproveite para conferir também o artigo “Desinfecção de ambientes contra a Covid-19: por que terceirizar?” no nosso blog.

 

Compartilhe
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Últimas Notícias